Brazil and the crazy World Cup

It’s staggering to be in Brazil during the World Cup. However, it’s even more exciting when abroad. Just far away from my place I was able to realize how is this event and this sport rooted in our heart and mind. Continue lendo “Brazil and the crazy World Cup”

Anúncios

Praia do Guaiúba e sem carro. 

Cada vez mais conheço pessoas que optaram por não ter carro, e que até nem dirigem. Essa onda de camelos cresce cada vez mais em São Paulo e no mundo. E antes fosse pela consciência de emissão de carbono, mas as pessoas estão deixando de ter carro pelo crescimento das alternativas de locomoção, aumento da violência e chancelada pelo custo de se ter e manter um carro na maior metrópole da América Latina, estão nos levando para esse caminho sustentável. Continue lendo “Praia do Guaiúba e sem carro. “

O que que eu fui fazer em Manaus?!

dessa vez meus pés e meu coração foram levados para Manaus, capital do maior estado do Brasil, o Amazonas.

Os números dessa região são fenomenais: a Amazônia é o maior bioma do Brasil, o maior bioma tropical do mundo e tem maior bacia hidrográfica do planeta com 6mil km2 e 1,100 afluentes.

IMG_8585
A cidade é o maior centro financeiro e econômico da região Norte. e tem a maior ponte estaiada do país, com 3,600 m, sendo 400 suspensos por cabos.

tá fácil saber porque foi uma das melhores viagens até hoje, né?

com apenas 3 dias inteiros disponíveis, tive que correr pra fazer o maior número de coisas possíveis.

meu objetivo era conhecer a cidade de Manaus e a cultura local que, ao meu olhar patriota, é o lugar mais rico do mundo.

bem, Manaus superou minhas expectativas. Banhada pelo Rio Negro, tem muito lugar legal pra ir e se divertir gastando pouco.

O primeiro passeio que fiz foi ao Bosque da Ciência, no INPA. Localizado no bairro de Petrópolis, zona centro-Sul, é um parque com objetivo de lazer cultural socio-educativo para a população. Lá é possível ver os peixes-boi da amazônia, arinhas, jacarés da região, além de outros animais silvestres livres e soltos como as pacas, cotias, preguiças e macacos. As crianças e adultos se divertem muito. O ingresso custa R$5,00 e é possível chegar de ônibus, táxi / carro.

Peixe Boi da Amazônia

IMG_8169

De lá, peguei um ônibus e fui dar uma volta no centro da cidade, para conhecer o Teatro Amazonas.

O teatro, fica na praça São Sebastião, junto com outras construções históricas super bem conservadas. Eu amei essa praça! Além do visual ser super bonito, muita gente vem tocar violão na praça, conversar, e comer uma comida bem boa no Tambaquí de Banda ou no bar do Armando, super tradicional em Manaus.

IMG_8235

A noite fui até a Ponta Negra. Uma região tipo calçadão com muitas barraquinhas de comida, música, gente tomando banho de rio, atmosfera bem praiana mesmo, no calor úmido dos 26-28 graus!

Uma das coisas mais legais é o Café da manhã regional de Manaus. Eles tem restaurantes enormes só pra isso. No cardápio o tradicional sanduíche Caboquinho (Tucumã, queijo coalho, banana frita) e as tapiocas.  é uma delícia! e as porções são gigantescas. Até agora não sei como estou sobrevivendo sem o tucumã.

Dá pra comer bem por cerca de R$14,00.

Café da Manhã Regional, Manaus

IMG_9119

IMG_9120

Balneário 3 irmãos

A 3,800 km de casa, conheci o balneário 3 irmãos. Fica no km 23 da AM-070, e é bem bacana!

É um balneário de igarapé, um dos braços do rio Negro, onde a água é mais geladinha. Nesse baneário, tem muitos laguinhos com peixes da região, como o Tambaquí, o Matrinchã e até o Pirarucu.

A entrada custa R$5,00, o estacionamento R$5,00, e a ração pros peixes e tartarugas custa R$2,00.

Balneário 3 irmãos

Seguindo em frente, chegamos até a praia do Japonês, em uma das margens do Rio Negro.

Bem, foi demais. A praia é incrível de bonita, principalmente por conta do Rio, que nas beiradas, tem o tom alaranjado, e em algumas partes, a água tem cor de vinho, principalmente com a incidência do sol. Tecnicamente falando o grande responsável por esse efeito no rio, é uma micro esponja chamada Cauxi. Que inclusive muda a cor da sua roupa depois de algumas horas dentro da água.

Nessa praia dá pra andar de banana, caiaque, alugar boias e … nadar muito! De águas muito calmas, só tem banzeiros (marolas) quando algum barco passa por ali.

Ah, e tem mais, a água além de tudo é quentinha. cerca de 28 graus.

IMG_8387

IMG_8409

de lá, fui até as Ruínas Históricas de Paricatuba, no município de Iranduba.

Construída em 1898 para receber imigrantes, o prédio foi abandonado por diversas vezes e reformado outras, até se transformar em um hospital de leprosos em 1925. Em 1962 foi abandonado e até hoje está em ruínas, onde a mata já toma conta do prédio. É bem bonito.

IMG_8469

IMG_8510

IMG_8552

De lá fomos até o Flutuante Abaré. Em Manaus existem muitas construções marginais ao rio, flutuantes, que podem seguir com a cheia ou seca do Rio Negro.

O bar flutuante do Abaré só é possível chegar de barco, e tem acesso controlado. Lá é possível praticar SUP, e ainda ver um por do Sol bem bonito.

Por do Sol no Abaré, Manaus

IMG_8601

No último dia fiz um Passeio de barco pelo Rio Negro. Foi igualmente incrível.

Esse passeio dura cerca de 1 dia. é possível chegar na marina, em frente ao Mercado Municipal, procurar pelo Comandante Cuandu, e fechar o passeio diretamente com ele. Os preços dos passeios ficam por volta de 200,00, com almoço incluso. É preciso perguntar, pois depende da demanda os preços podem variar. Extistem agências que fazem esse tipo de passeio, porém, cobram mais caro.

No passeio, conseguimos ver vilas inteiras com mais construções Flutuantes e vimos também o encontro das águas do Rio Negro e Solimões.

IMG_8709

IMG_9086

Fizemos uma trilha até as Vitórias Régias, uma das plantas aquáticas mais famosas do Brasil.

Quem se lembra da lenda da Vitória Régia, que aprendemos na escola? Relembre aqui.

IMG_8779

IMG_8767

Outro momento emocionante foi o encontro com os Botos. Nosso golfinho de água doce, exclusivo dos rios amazônicos é extremamente dócil e tem a pele com textura emborrachada.

IMG_9079

IMG_9081

IMG_9075

Participamos de um ritual indígena, na Tribo Dessana, na comunidade São João. Lá além de ouvir músicas dos rituais típicos da tribo, ainda dançamos com eles no final. Foi muito muito muito especial.

IMG_8942 IMG_9007 IMG_8969 IMG_9036

IMG_9078

Eu voltaria pra Manaus amanhã. É um lugar muito especial, com pessoal ótimas, hospitaleiras, disponíveis sempre a ajudar, e muito muito generosas.

é uma região abençoada, muito bonita e com vida silvestre abundante.

Tem muitos outros lugares para conhecer por aquela região, como Presidente Figueiredo, Novo Airão e Parintins. Ou seja, ainda tem muita coisa pra fazer por lá, e espero por voltar em breve.

IMG_9112

Onde ficar:

Do ladinho do Teatro Amazonas, tem um Hostel muito charmoso, o Local Hostel Manaus.

Eles oferecem preços acessíveis (cerca de R$50,00), opções de quartos mistos ou femininos, além de todas as dicas dos melhores passeios pra floresta amazônica. 😉

17408_361653277375233_5994140800400581947_n
Local Hostel Manaus

Vem pra MANAUS!

Fontes:

http://www.mma.gov.br/biomas/amazônia

http://www.manaus.am.gov.br/

http://portal.inpa.gov.br/

Fotos: Iphone 5s e GoPro do Dani.

vem saber tudo de Bonito!

O que fazer em Bonito, MS?

Bonito virou meu lugar do coração! um verdadeiro paraíso no meio do Brasil.

Resolvi fazer esse post único, com mitos e verdades de Bonito, e várias dicas bacanas pra te dar aquele empurrãozinho a fazer as malas rumo a este paraíso.

Vamos lá!

Como funciona Bonito?

Bonito é uma cidade no interior do Mato Grosso do Sul, pouco mais de 300km de Campo Grande, ao sul do estado. Esta região, ao fim do Pantanal e aos pés da Serra da Bodoquena, foi privilegiada com um solo mineral diferenciado, e nisso, várias belezas se revelaram na região,  sendo que a maioria delas estão dentro de propriedades particulares.

Os preços dos passeios são tabelados [confira aqui], e os custos ficam em aproximadamente R$170,00 cada atração. Apesar de meio salgado, as atrações são maravilhosas e completas (vestiário, algumas com almoço, recepção, redário e equipamentos inclusos).

Valeu a pena cada centavo!”

O turismo de Bonito é um exemplo do organização e preservação. Além de terem criado o Voucher Único, que proteje o turista de aproveitadores e overbooking, os passeios tem regras ambientais e visitação diária limitada para garantir a preservação do lugar. Show de exemplo!

Onde ficar em Bonito

Eu sempre dou preferência aos Hostels. Isso porque é muito fácil de conhecer gente, trocar informações, experiências e fazer amizade. Fiquei no Bonito Hostel pela segunda terceira vez e foi demais! O bom desse hostel, é que [além das pessoas incríveis que trabalham lá ] tem uma agência de turismo lá dentro. Isso facilita demais a marcar/desmarcar os passeios.

Além do preço da hospedagem ser muito bom, o Hi Hostel é mega organizado, muito limpo e lindo!

Com a carteirinha de alberguista [que eu fiz lá mesmo – por R$30,00] a hospedagem ficou por R$38,00/dia [baixa temporada – quarto compartilhado com 6 pessoas]. Ou seja, 10 dias são R$380,00! =O

Ah, o colchão deles é muito bom! hahaha [quem tem dores nas costas, sabe da importância dessa informação]. Além de chuveiros quentinhos.

IMG_5899

11037317_935251979818661_518958201745145765_n

 Deslocamento

Para chegar até Bonito fui de avião de São Paulo (GRU) para Campo Grande (CGR). Do Aeroporto de Campo Grande, a melhor alternativa até Bonito são as Vans, (consulte os horários com o Hostel/Hotel) que te deixam no seu hotel ou albergue em Bonito.

O valor é R$100,00 só a ida, e dá pra pagar em dinheiro, no momento do embarque.

Existe aeroporto em Bonito, com voos operados pela Azul. Se a promoção for boa, vale a pena!

Eu fui de Van e curti muito a paisagem rural até Bonito. São aproximadamente 4h de estrada.

O transporte até os passeios não está incluso no preço dos passeios, por isso vale a pena consultar na agência de turismo – reserva@bonitohostel.com.br, qual a melhor forma de se deslocar para cada atração.

Dentro de Bonito é possível:

– alugar Bikes: cerca de R$ 25,00/dia,

– Mototáxi: de R$30 a R$40,00 – ida e volta com hora combinada

– Táxi: preços tabelados – sem taxímetro; preços variam de acordo com o trajeto.

– Transfer compartilhado: de R$ 30 a 60,00/pessoa / ida e volta

– Transfer particular: Cerca de R$ 60,00/pessoa / ida e volta

– Aluguel de carro: Caso você vá acompanhado, vale a pena cotar o aluguel pois em muitos casos a economia é muito boa. Além dos locais serem bem sinalizados, Bonito tem um mapinha bem bom e fácil de seguir.

O problema de alugar carro é que depois do passeio você esta moído, e ainda vai ter que dirigir por quase 1h. Além disso as estradas são MUITO esburacadas e sem posto de gasolina ou qualquer estrutura de emergência. Além disso em muitos pontos não têm sinal de celular.

Para ir ao centrinho da cidade, o Hostel ficou cerce de 2km de distância, suuuuper tranquilos e seguros de caminhar.

O que Fazer em Bonito

Com certeza você já ouviu falar em Bonito, de todas as maravilhas e principalmente da água cristalina. Veja só as imagens abaixo das trip que fiz esse ano pra lá.

 

Lagoa Misteriosa – Mergulho de cilindo e Flutuação

Localizada no município de Jardim – MS, a 50 km de Bonito. O mistério é justamente a profundidade da Lagoa: já desceram 220m e ainda não encontraram o fundo.  A vista é  incrível, e lá tem opção de mergulho com cilindro (para habilitados e batismo) ou Flutuação. A visibilidade dentro da Lagoa, pode chegar a 60m!

Ela só abre durante o inverno (maio a setembro), por conta da ploriferação de algas durante o verão.

14290070_1269948126349043_3075391450416289066_o14305204_1269948806348975_4306233641250993370_o14305390_1269948809682308_8731483013706915471_o14324182_1269948519682337_3538566747064583521_o

RIO DA PRATA

O Parque Ecológico Rio da Prata é a atração mais completa de Bonito.
Tem ótima estrutura e instrutores super atenciosos, um almoço delicioso [gente, o que é aquele doce de leite?] e vida natural abundante.
Além da organização impecável, trata com real seriedade a questão preservação do meio ambiente.

14242393_1269953703015152_4669873071548899065_o
RIO DA PRATA, JARDIM- MS
14310483_1269951336348722_4909791004408794570_o
RIO DA PRATA, JARDIM- MS
14324150_1269953206348535_4252346725887318890_o
RIO DA PRATA, JARDIM- MS

BOCA DA ONÇA – TRILHA E CACHOEIRA

O Boca da Onça é um passeio com trilhas e cachoeiras localizado no município de Bodoquena, próximo a Bonito, MS.

O passeio consiste numa trilha de peso médio, com 9 cachoeiras, e dessas 4 paradas para banho. Há opção de rapel, que aliás é o rapel de plataforma mais alto do Brasil.

As cachoeiras e praias ficam aos pés do Rio Salobra, um dos mais bonitos da região.

O almoço e estrutura são fenomenais. 2 piscinas naturais para curtir o resto do dia.

DCIM100GOPROG0322563.
BOCA DA ONÇA – BODOQUENA, MS
DCIM100GOPROG0352601.
BOCA DA ONÇA – BODOQUENA, MS.
14225549_1268976253112897_6241523802238539927_n
BOCA DA ONÇA – BODOQUENA, MS

Barra do Rio Sucuri – Flutuação

Flutuação na 3a água mais cristalina do mundo! Esse Rio é realmente incrível.

Subimos o rio de barco – remando, e descemos 1,5 Km flutuando!

 

cropped-img_4113.jpg
Barra do Rio Sucuri, Bonito – MS

 

IMG_4064
Barra do Rio Sucuri, Bonito – MS

 

 

DCIM105GOPRO
Barra do Rio Sucuri, Bonito – MS

 

Leve: Máquina subaquática, ou alugue nas agências por cerca de R$40,00

Duração: 1 período.

Rio do Peixe

Percurso de cachoeiras lindas! Trilha bem leve, e fazenda com muitos animais. ❤

Eu escolhi esse passeio justamente por conta da quantidade de animais silvestres nessa fazenda. Dei comida pro macaco, tirei foto com arara no ombro, fiz carinho na barriga da Gigi [a anta] e me diverti muito na tirolesa.

 

IMG_6399
Rio do Peixe

 

 

IMG_6191
Rio do Peixe

 

IMG_6396

IMG_6404

Leve: Eu me resolvi bem com a capinha aquática para o Iphone, da Dicapac. Levei minha própria máscara também e foi bem bacana!

As trilhas podem ser feitas de chinelo, pois são bem leves.

Duração: o dia todo.

Nascente Azul

Flutuação em uma nascente incrível! Dá pra fazer o mergulho em apnéia, e chegar em até 7m de profundidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Nascente Azul
Foto: Daniel Freire
Foto: Daniel Freire

Leve: Máquina Subaquática. Lá, tem um fotógrafo que pode fazer fotos suas. O CD custa R$ 60,00

Para alugar a máquina no hostel, o valor é de R$ 40,00.

Duração: dia todo.

Ceita Corê

Percurso de cachoeiras, com contemplação de uma nascente. A fazenda é muito bonita e tem um almoço delicioso.

 

IMG_6766
Ceita Core

 

IMG_6550
Ceita Core

 

IMG_6547
Ceita Core

Leve: Troca de roupa, capinha para o celular ou câmera subaquática, máscara, chinelo.

 

Balneário Municipal

Day Use de um balneário. É um passeio bem local, e barato. A entrada custa cerca de R$30,00, e é possível chegar lá e mototaxi por mais R$30,00 – ida e volta, ou, se tiver perna, pode alugar uma bike por volta de R$25,00. São 9km de distância do Bonito Hostel, só ida.

Tem bastante peixe pra contemplar, restaurantes e vestiário.

Leve: Máscara e snorkel – se tiver – se se não tiver pode alugar por lá também; Máquina fotográfica e Dinheiro, pois lá o sinal de internet e telefonia é bem ruinzinho, pode ser que as máquinas de cartão não funcionem.

Alguns quiosques tem guarda-volumes, uns cobram por eles e outros não cobram nada se você consumir no local. Vale pesquisar.

 

 

IMG_3920
Balneário Municipal, Bonito – MS

 

 

 

IMG_3942
Balneário Municipal, Bonito – MS

 

Parque ecológico do Rio Formoso

Eu já mencionei que amo animais, né? Pois é, em Bonito tem uma das melhores cavalgadas que já fiz na vida, no Parque ecológico do Rio Formoso.

Quem gosta de cavalo, cavalgar ou até quem tem muito medo, pode fazer esse percurso. Lá no Parque, eles tem cavalo de muitos perfis, desde o mais calmo, até o mais agitadinho.

Esse percurso tem duração de 1h30 – 2h. Passa por invernadas, mata fechada, parada para banho e até uma pistinha que, para quem curte, pode dar uma galope =P

Neste parque, o idéal é passar o dia. Além de ter um dos melhores almoços de Bonito, tem um lago com Kaiaque, SUP, tirolesa e Boia Cross.

Sem falar na Chiquita, um cateto que mora no parque, e que acompanha a cavalgada com a gente.

Para chegar no parque, fui de Mototaxi por R$30,00 – ida e volta com o seu Ramón, fofo.

O valor da cavalgada é R$65,00, do almoço foi R$30, e eu usei o parque o dia todo.

O Boia Cross o custo é a parte, cerca de R$60,00.

IMG_6843

IMG_6842

IMG_6844

IMG_6828

 

 Projeto Jibóia

Um dos projetos mais legais de Bonito, visa a desmistificação das cobras para sua preservação. Através de informação correta e experiência agradável, o Henrique te mostra a importância desses animais no nosso ecossistema, o quanto é bom preservá-los, como se proteger, e como agir em caso de um acidente ofídico.
Eu sou muito fã desse trabalho [já fui 2 vezes a essa palestra] e amo o jeito engraçado [quase um stand-up  – vá bem relax e de bom humor hahahah]
Eu sempre tive medo de cobras, e outros animais, mas aos poucos esse medo tem ido embora, e tem ficado mesmo só o respeito por eles.
Todas as noites, as 19h.
14212656_1270579586285897_1400189496550826588_n
Projeto Jibóia, Bonito – MS

Mesmo com 15 dias em Bonito, não consegui conhecer tudo o que quis por conta de grana! Listei alguns passeios abaixo que não fiz, mas que podem entrar tranquilamente na lista de qualquer um.

é difícil escolher o melhor passeio. pois cada um tem a sua beleza, seu ponto forte e que agrada a cada um de uma forma diferente. [isso você vai ouvir de muita gente].

Abismo Anhumas – Maior aventura do Brasil. 72m de rapel, e depois mergulho ou flutuação.

Aquário natural. – Fui em 2013. Leia aqui.

Gruta do Lago Azul/São Miguel – Cartão postal de Bonito. Fecha em algumas épocas do ano. Por isso vale a pena ficar antenado. Leia aqui.

 

Vida Noturna

Bonito não é pra quem quer se matar na balada, rs. É mesmo bem tranquilão. Mesmo assim, dá pra conhecer muitos restaurantes bons e se divertir com a galera. Abaixo fiz uma listinha dos gostosos e imperdíveis.

Casa do João, é um restaurante muito tradicional e delicioso de Bonito. Vale muito a pena comer as delícias como Costelinha de Pacu, caldo de piranha e a famosa Piraputanga.

o Taboa Bar é um bar mega tradicional também. A noite tem música ao vivo, bem boa, com comidinhas boas como carne de sol, mandiocas e um Caldo Pantaneiro divino!

O Será o Benedito é mais pra curtir a partir das 22h. Tem musica ao vivo e é bem legal! Vira e mexe tem um sambão. rsrs

o restaurante Tapera também é bem tradicional. Não fui (afinal, se eu fizer tudo hoje, que vou fazer da próxima vez? haha) MAS é um dos Must Go!

NO Pantanal, comi isca de jacaré, torresminho de peixe e pirão, que estavam bem gostosos.

Um dos campeões de frequência foi o OCA, que se entitula A casa da madioca. Bonito, com musica ao vivo e barato, é uma excelente opção para jantares sem compromisso. A mandioca Recheada é sucesso (por cerca de R$18,00) e a Tapioca de R$10,00 também é campeã.

 

Dicas importantes!

Bancos: Os únicos bancos em Bonito são: Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Bradesco. Ou seja, tudo que você tiver pra sacar no Itaú, saque no aeroporto em Campo Grande, ou na sua cidade mesmo.

Desmarcar passeios: com 48h de antecedência. Os meninos da agência sempre ajudam quando dá, mas via de regra é o mínimo.
Não faça trilhas descalço! A vegetação tem alguns espinhos que podem estragar o passeio!
As roupas de Neoprene fornecidas nos passeios, são ótimas, mas padrão único. Eu comprei minha própria roupa – depois de muita procura – pois para quem tem o corpo e estatura como eu, é super desconfortável esse padrão europeu de magreza e altura.
Eu paguei cerca de R$89,00 na roupa da Triboard, na Decathlon – 3mm, modelo Shorty feminino, e arrasei! rsrs A roupa ficou ótima e zero desconforto.
A máscara e snorkel também são fornecidas nos passeios de flutuação, mas como pretendia usar mais vezes, acabei comprando o meu equipamento. Comprei na loja Mar e Sol, que entrega em todo Brasil.
 Orçamento da viagem
 Rapidamente e resumidamente, em Bonito eu gastei:
R$480,00 para 15 dias de hospedagem no Bonito Hostel – com café da manhã delicioso
R$850,00 com passeios e deslocamentos
R$300,00 com passagens aéreas + ida para Bonito (a Volta foi de carona, com um casal super querido que estava voltando no mesmo dia para Campo Grande).
Se você estiver planejando sua ida pra Bonito, MS, e tiver alguma dúvida ou precisar de qualquer dica, pode me contatar que ficarei super feliz em ajudar! bah.almeida89@gmail.com
Essa viagem muito especial, pois conheci pessoas incríveis, de todos os lugares do Brasil, de todas as profissões que se possa imaginar. Muitas histórias, muito afeto e o mais importante, muito respeito.
é isso! vem pra Bonito!

Eu me amarrei em Brotas, Daniel!

no início desse mês me joguei novamente com a Pura Vida e dessa vez nossa parada foi em Brotas, no interior de São Paulo.

A cidade é super conhecida pela tradição nos esportes de aventura, assim como a Pura Vida e eu. Logo, só poderia sair coisa boa dessa junção.

O mais legal do passeio com eles, é que o objetivo é a superação e a adrenalina. Com isso, se for pra fazer rapel, vamos fazer o melhor, o maior, o mais seguro e o mais alto. Se for pra fazer Rafting também.

O passeio em Brotas começou com o Canionismo na Fazenda Cassorova que possui 2 cachoeiras: a da Cassorova com 2 quedas, e a dos Quatis com 1 queda.

O Canionismo é uma prática que une trilha pelo cânion, rapel e cachoeira. Isso mesmo, tudo misturado.

Primeiro descemos a Cachoeira da Cassorova

A maior parte do rapel nessas cachoeiras é negativo, ou seja, não temos contato com o paredão. A parte boa é que dá pra curtir mais o visual inédito.

Cachoeira Cassorova, Brotas - SP - Brasil

Depois, fizemos uma trilha rápida dentro do rio, que dá origem a Cachoeira dos Quatis.

Canionismo - Brotas, SP - Brasil

Essa última decida teve direito a ducha! hahaha que delícia!

Cachoeira dos Quatis, Brotas, SP - Brasil

10991225_921170377893488_3375206682988417229_n

Rafting na Cachoeira - Chachoeira dos Quatis - Pura Vida Esportes e Aventura
Rafting na Cachoeira – Chachoeira dos Quatis – Pura Vida Esportes e Aventura

Depois de voltarmos a fazenda, um almoço delicioso estava nos aguardando. Bom demais da conta foi a piscina natural pra fechar o dia com chave de ouro.

Fazenda Cassorova - Almoço 10418988_925591510784708_851315728395698052_n

No segundo dia fomos praticar o Rafting.

A técnica consiste na descida de corredeiras em um bote inflável. Eu nunca havia praticado e o saldo foi muito positivo. é uma delícia. Descemos o maior rio de Brotas, 15km de Jacaré Pepira. o percurso tem pausa pra banho, escorregador natural e uma paisagem bem bonita.

O Rafting é bem mais complexo do que eu imaginava. O condutor do barco tem função fundamental de liderança da equipe. Precisa nos fazer remar da forma certa, e atender aos comandos para que possamos descer em segurança.

Este rio varia entre o nível 3 e 4, dependendo do nível da água, que por sinal, estava bem baixo.
Mesmo assim, deu pra nos divertirmos muito. Olha as fotos:

Rio Jacaré Pepira [Gopro - Diogenes Cassiano - Equipe Pura Vida]
Rio Jacaré Pepira [Gopro – Diogenes Cassiano – Equipe Pura Vida]
Rafting em Brotas - Vaca Náutica Raftinf em Brotas - Vaca Náutica

O coordenador da equipe Vaca Náutica que desceu conosco é Tricampeão Brasileiro de rafting, ou seja, manja paca.

O QUE LEVAR NO RAFTING:
Bem, é obrigatório o uso de sapatos fechados, e recomendo um bem leve, para que possa nadar melhor. Eu fui com um bem pesadinho, e não foi legal (só fui pois era o que já estava molhado do dia anterior).
Recomendo também roupas escuras (pois é barro puro).
No rafting sempre existe o risco de cair todo mundo na água e se tratando de correnteza, o que você levar corre o risco de cair na água e perder, não levei minha câmera a prova d’agua, me arrependi um pouco, mas hoje sinceramente não levaria nem óculos de sol.
Super recomendo Boné e muito protetor solar antes de sair do hotel.

Essa ecotrip foi demais, pura aventura, muita adrenalina e de muita responsabilidade também.

Através desses esportes, é possível observar a natureza humana, da flora e da fauna sobre um outro ângulo, um novo ponto de vista. Não há nessa equipe o intuito de desafiar o poder da natureza, não, ninguém tem essa intenção ou pretensão. o intuito é observar a natureza, a nossa capacidade de superação, equilíbrio e harmonia.

Esse é um turismo responsável, sem agressão ao meio ambiente, e ao ecossistema local. Não tem depósito indevido, não tem lixo em lugar errado, não tem desvio de rio e não tem construção de resort e nem cativeiro de animais,

Mas esse é papo para um outro dia.

SHOW ME THE MONEY!
Nesta trip eu gastei cerca de:

480,00 – Pacote Pura Vida (Com hospedagem, passeios, equipe, equipamento, todos os transportes)

100,00 – Com toda alimentação

Ah, ia quase me esquecendo, o HOTEL NATURAL que ficamos é demais! Super confortável, chuveiro delícia, estrutura ótima e bom atendimento.

10983401_923255074351685_8244133390043959728_n

Jardim Botânico – Curitiba, PR

visitei o jardim botânico no ano passado.

minha prima-irmã casou e foi-s’imbora pro Paraná. a visita foi massa, mas doída, por saber que em breve estaríamos quase 700km mais longe uma da outra.

chororôs a parte, quero dividir como foi a viagem e claro, deixar algumas dicas sobre o lugar.

A viagem e sí não foi super turística. Nosso destino era a praia de Caiobá, litoral paranaense, mas só choveu. aproveitamos um violão, bagunça e muita risada, luau a noite e tudo.

Na volta é que fomos visitar o Jardim Botânico de Curitiba.

Posso falar? O lugar é lindo e me surpreendeu demais. Realmente é uma das maravilhas do Brasil.

A atração

Primeiro que o jardim é super bem cuidado, impecavelmente bonito. A estufa então, é demais. Abriga muitas espécies nativas, uma fonte d’água, e tem vista dos vários andares. toda a estrutura é armada, de treliças. O que te dá visão para todos os lados do parque e da estufa.

O Jardim inteiro ainda tem um percurso atrás da estufa, com mais plantas, fontes e muitas árvores. Todas nomeadas, e algumas com curiosidades. A vista do entorno é repleta de araucárias. aliás,  o percurso todo de SP para CTBA pela Régis Bittencourt é lindíssimo e cheio de florestas e florestas de araucárias.

DICA IMPORTANTÍSSIMA: Menina, não vá de saia! todos os andares são de um tipo de treliça e quem tá embaixo vê tudo! rs

Olha algumas fotos que tirei:

409263_508471515830045_1917817333_n

46045_508471732496690_1403526859_n

311211_508472252496638_1441775809_n

299759_508472235829973_742510471_n

311211_508472239163306_1522036599_n-2

Penicilina - Jardim Botânico de Curitiba

Como ir

Para chegar até lá, fui de ônibus até o Terminal Rodoviário do Tietê, comprei a passagem por R$99,00 rumo a Curitiba.

(os preços das passagens variam de R$ 75,00 a 120,00 – depende do horário, tipo de ônibus e viação. Eu fui pela Cometa)

A viagem é longa. Durou cerca de 7 horas em um ônibus leito com wifi e cobertor. Bem, eu dormi bem mal. estava super mal colocada naquele assento, minhas perninhas pequenas ficaram penduradas, logo meu pé inchou, e dai já viu!

O bom é que a gente pega o nascer do sol na serra. e é lindo! ❤

Detalhes gerais sobre o Jardim

Fica na Rua Eng°. Ostoja Roguski, s/n°. – Jardim Botânico.
Tel: (41) 3264-6994 (Administração) / 3362-1800 (Museu).

Funciona das 06h00 às 20h00 – durante o horário de verão.
Das 06h00 às 19h30 – durante o horário de inverno.

Como ir de Busão: Expressos Centenário/Campo Comprido e Centenário/Rui Barbosa. Descer ao lado do Botânico.

Linha Cabral/Portão. Linha Alcides Munhoz (ponto Al.Dr.Muricy). Descer em frente ao Jardim Botânico.

Ah, e o legal: é gratuito.

Informações extraídas do site da prefeitura de Curitiba, a cidade modelo, rs.

No geral, vale muito a pena passar por lá. Realmente é lindo, cartão postal desse nosso Brasilsão.

é isso! arranca o sapato e se joga!

549126_508472375829959_1929439627_n-2

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑