Intercâmbio: por onde começar?

Fazer intercâmbio e estudar fora é realmente algo que muda nossa vida. Além de independência, senso de responsabilidade e um novo idioma, de quebra ainda muda a nossa concepção de mundo.

Mas por onde começar?

Continue lendo “Intercâmbio: por onde começar?”
Anúncios

a viagem de ter a vida por um fio

não tive raiva, se você quer saber.

nesta semana que passou, entrei p’ras estatísticas amedrontadoras de são paulo, fui assaltada a mão armada.

não quero espalhar o sentimento ruim, quero compartilhar a viagem.

é muito doido você se achar dona da sua vida, até que um fato desses acontece, e te relebra arrebatadoramente, o quanto tudo é tão frágil, tão delicado.

passei mal a semana toda. fisica e psicologicamente.

como é poderoso o nosso sentimento.

como é poderoso nosso Deus, que impediu que os dois atirassem contra a gente.

andando de carro, num domingo a tarde e ensolarado, duas pessoas armadas.

é. ele acordou, se arrumou, passou gel no cabelo, pegou a arma e matou uma pessoa, o senhor do carro ao lado. não roubou o carro dele, roubou o meu, pra fugir. que nem um rato.

voltando pro início do post, não, não tive raiva.

não, não acho que todos precisariam ser queimados vivos. não é isso que sinto e nem é isso que aprendi.

penso hoje, que o senhor que faleceu tinha uma família que o amava muito. e eu? eu tenho uma família que me ama muito. eu aproveito muito a vida, amo as pessoas, sou feliz, trabalho, e não preciso me esconder de nada.

não carrego nas minhas costas esse sentimento pesado de trazer a desgraça, inconveniência, chateação, depressão, síndromes.

não tenho o peso espiritual de levar a vida de outro.

eu estou bem. tenho paz.

pensando nas minhas férias tão abençoadas que estão chegando.

desde aquele dia eu rezo para que que eles possam se arrepender.

genuinamente.

é isso.

326995_354333137910551_1773188514_o

People

O melhor de tudo sao as pessoas.

Essa eh minha primeira impressao, com 5 dias aqui.

O lugar eh maravilhoso e tem muita coisa pra fazer. Mas cara, igual africano, nao tem igual. AINDA tenho muito pra conhecer, mas as pessoas que conheci pela cidade sao realmente INCRIVEIS!

Sem falar no intercambio cultural.

Nohs formamos uma turminha aqui, de brasieiros e alemaes. Cara, os meninos sao incriveis. Estao nos ensinando a falar alemao. Meu deus, pensa na bagunca na mente. Por enquanto eu ja sei falar umas 20 palavras em alemao (contar at’e 10 faz parte dessa conta, ok?)

Eles por sua vez,  estao aprendendo portugues tbm.

Nos falamos 100% do tempo em ingles (mas isso eh conversa pruma proxima vez). ALL THE TIME.

Tem muito alemao aqui, frances, dois suicos, polonesa, colombiana, equatoriana, e etc… eh incr’ivel como o ingles coloca tudo num balaio soh e permite que vc troque horas de ideia com uma pessoa que tem uma cultura completamente diferente da sua.

Eh por isso que eu acredito piamente: Intercambio eh viciante.

O 0proximo post vai ser sobre os lugares que passei ate agora.

Espere e verah.

Ah desculpa pela falta de acentouacao. O teclado aqui nao aceita acento.

Bjs

Bah

Blog no WordPress.com.

Acima ↑