Xiiiiiiiiiiis

uma das partes mais legais em viajar (aliás, da vida) é tirar boas fotos.

eu nem ao menos sei como sobrevivi 22 anos sem Instagram. (desde 2011, tenho cerca de 2,300 fotos publicadas)

eu tive aula de fotografia aos 16 anos, em um curso técnico de Design Gráfico, na ETE José Rocha Mendes, aqui na zona leste de SP. eu me apaixonei pelo ofício. é demais captar a essência do momento através de uma imagem. é demais e difícil também. não é qualquer foto que consegue transmitir o que a gente está sentindo (ou passar alguma emoção) mais profunda.

bem, eu listei alguns pontos bem básicos do que eu procuro prestar atenção na hora de fotografar. são simples, mas úteis, na hora de captar AQUELA foto da viagem:

– Enquadramento, olhar para o todo

a vontade de clicar vem sempre depois do primeiro êxtase, da empolgação do momento, em ver aquela cena ou paisagem indescritível. no entanto, é sempre bom parar por um milésimo de segundo, e verificar se o inicio e o fim do que está sendo fotografado, estão dentro da cena. cortar pé e cabeça de uma cachoeira por exemplo, pode estragar a foto. claro que são salvas excessões, mas vale dar aquela olhadinha antes de clicar, ou melhor, refazer o clique.

Jardim Botânico de Curitiba

– Alinhamento, a vista do sóbrio

a linha do horizonte é sempre a mesma, a não ser em São Tomé das Letras. rs. é sempre bom checar se a câmera está alinhada, pois pode melhorar MUITO seu clique, se o chão que é reto, estiver reto e não em ladeiras rs.

Guararú - SP 1374764_668899103120618_685549140_n

– Testemunha Ocular, um novo ângulo da mesma cena

As cenas emocionantes, e as paisagens exuberantes tem sempre um outro ponto de vista, fora do senso comum, a serem explorados. As vezes procuro pensar: “o que este lugar tem de diferente de todos os outros?” O que esta fazenda pode me mostrar que eu nunca vi?” “o que eu quero mostrar que eu vivi aqui?”

Desta forma podemos explorar outros ângulos da mesma coisa.

10671353_872714412739085_3494252167184107661_n 1962725_872716386072221_7744378507905992199_n 10806192_872764452734081_2010868525624362173_n 10635729_874041802606346_29010075841929018_n

– Luz natural, a luz que Deus preparou

A luz do sol é responsável por nos tirar do escuro, breu total onde não enxergamos nada. Graças aos raios que incidem sobre as superfícies e dos nosso olhos que são capazes de captar essa reflexão, nós conseguimos perceber cores, formas e texturas.

O posicionamento dos elementos perante a luz, faz com que fiquem perceptíveis ou imperceptíveis, por isso, prefira luz lateral ou direta, principalmente quando formos fotografar pessoas. Para fotografarmos contra a luz, mesmo de dia, é necessário utilizar o flash da câmera. ele fará com que o que não está sendo iluminado pelo Sol, apareça na foto.

1375777_666014883409040_1265772246_n

– Noção de grandeza, o ponto de referência

já teve a sensação de fotografar algo extremamente grande e na foto ele parecer bem pequenininho? ou então algo bem pequeno e a foto não retratar o verdadeiro tamanho dele?

muitas vezes quando fotografamos beeeem de pertinho (Macro) ou paisagens, quem está visualizando a foto, não consegue entender a verdadeira grandeza pois não temos nenhum ponto de referência na foto. Alguns recursos em fotos documentais para perícia, os policiais colocam uma nota, uma moeda, ou uma caneta, para que quem está observando consiga ter noção de grandeza.

1234302_645089645501564_1875748511_n

Bem, é isso, todas essas fotos foram tiradas com Iphone, entre 2013 e 2014.

bjbjbjbj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.